Super Herois é Cinema?

Será que os filmes da Marvel estão longo de do verdadeiro cinema?

A segunda década do século XXI está perto de terminar, e se existe algo que pode ditar ou resumir esta década quanto ao cinema é que esta foi sem dúvida a década dos Super Heróis. Pensem comigo, nos últimos 10 anos, foram lançados vários filmes sobre esta temática e a maioria deles foi um sucesso atrás do outro.

Porém, muito recentemente, vários realizadores renomados tem vindo a criticar toda esta indústria que se tem criado, atacando principalmente esta febre de filmes de super heróis. O que abriu uma discussão bastante acesa na internet. 

Eu tentei, sabes. Mas isso não é cinema,

Esta foi  umas das várias afirmações ditas por Martin Scoresse, no decorrer de uma entrevista para a “Empire”. Por mais que esta frase possa gerar uma certa discórdia, eu acredito verdadeiramente que este não se trate de um ataque aos filmes dos super heróis, mas sim há indústria de Hollywood em sim e ao facto de esta estar estagnada. Sendo que Scorsese completa e diz ainda o seguinte: 

Sinceramente, o mais próximo que eu posso pensar que eles chegam, por mais bem feitos que sejam, com atores fazendo o melhor que podem nessas circunstâncias, é um parque de diversões.

Ou seja, todos estes investimentos bilionários no cinema, poderão num futuro condicionar a vinda a muitos jovens realizadores, principalmente os que se dedicam mais ao cinema autoral.  Pelo menos é dessa forma que eu vejo que eu interpreto. Não estou a dizer que concordo com o que foi dito pelo Scorsese, mas sou da opinião de que se existe alguém que pode criticar o estado do mercado é ele. 

Mas lá está, isto não significa que concorde, ou que tenha razão, mas que deve ser ouvido, até porque no final, és tu que sabes se o que vês no cinema é bom ou mau. A maior obra de arte pode ser vista como uma porcaria aos olhos de outra pessoa, porque os gostos diferenciam de pessoa para pessoa. É óbvio, que existe sim a noção do que é um bom filme, do que é uma boa fotografia, uma boa história, mas a opinião final é sempre tua.

Nesta mesma entrevista, Scorsese afirmou também o seguinte:

Não é o cinema de seres humanos tentando transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano

E a meu ver, isto pode-se aplicar em tudo. Até mesmo ao MCU. Um filme tem o objetivo de proporcionar diversos tipos de sensações, se a MCU em algum momento te fez despertar com qualquer tipo de emoção, é porque o filme funcionou contigo, e isso chama-se cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *