Com todos os nove episódios de WandaVision disponíveis na Disney+, eis uma lista para quem está à procura de uma experiência semelhante.

WandaVision insere referências a uma alta quantidade de séries americanas de Sitcom. Desde I Love Lucy e The Dick Van Dyke Show até Malcolm in the Middle/ A Vida é Injusta. Mas a lista seguinte não vos vai indicar Sitcoms que já são tão diretamente mencionadas na série. Em vez disso, procuramos oferecer-vos uma seleção de séries que ofereçam experiências semelhantes às que WandaVision oferece no que diz respeito a esperar o inesperado e a mostrar formas menos tradicionais de se conta ruma história.

Legion

Antes das da 20th Century Fox ter sido comprada pela Disney, já estavam a ser criadas algumas séries que tentavam trazer o mundo dos X-Men para a televisão. Estas séries não tinham uma ligação direta com os filmes e não duraram muito tempo, mas daqui saiu uma série muito fascinante: Legion.

Criado por Noah Hawley (criador da série de Fargo), Legion centra-se em David Haller, um mutante com esquizofrenia e o filho desconhecido de Charles Xavier. Inicialmente acompanhamos a sua experiência num hospital psiquiátrico, mas tal como WandaVision, a série depressa quebra as nossas expectativas, mostrando que a perceção de realidade de David não é de todo aquilo que ele pensava ser.

Se WandaVision brincou com a nossa noção de realidade durante os seus primeiros episódios, Legion fá-lo do início ao fim. Conflitos não serão apenas resolvidos por batalhas físicas, pois a série está repleto de Mutantes com habilidades psíquicas. Além disso, ao ter passado na FX, a série não tem as limitações que uma história da Marvel feita para famílias teria.

Legion está disponível na Hulu, com um total de 3 temporadas e 27 episódios.

Mr. Robot

Agora outra série especializada em constantemente surpreender as nossas expectativas: Mr. Robot.

Eliot Alderson é um hacker que fala com um amigo imaginário na sua mente: Nós. Através das suas confidencias, conhecemos o seu mundo, mas nunca completamente. Eliot é o nosso narrador, e nem sempre é um narrador confiável. No início da série, Eliot é convidado a participar num grupo de hackers com o objetivo de destruir a E Corp, uma das empresas mais poderosas do mundo.

Mr. Robot é uma série que depressa nos agarra no seu primeiro episódio, mas que também irá demorar algum tempo a revelar os seus segredos. Elementos fundamentais da psicologia de Eliot só são revelados perto do fim da primeira temporada, e mesmo até ao seu último episódio, continuamos a receber peças de um puzzle maior.

Tal como Legion, Mr. Robot não é propriamente uma série para toda a família. Mas através da sua realização arrojada e escrita complexa de personagem, destaca-se como uma das melhores séries desta era de ouro da televisão.

Mr. Robot está disponível na Prime Video e tem um total de 4 temporadas e 45 episódios.

Agente Carter

Agora eis algo mais leve.

Antes da Marvel Studios ter começado a fazer as suas próprias séries com orçamentos de altas produções, houve outras tentativas de expandir o Universo Cinemático da Marvel na televisão. Agentes da S.H.I.E.L.D. durou várias temporadas e deu aos fãs mais aventuras com Phil Coulson. Séries da Netflix como Daredevil, Jessica Jones e Luke Cage mostraram o lado dos «heróis de rua», através de narrativas mais violentas e maduras.

Mas provavelmente, a série que mais se assemelha ao que a Marvel Studios está agora a fazer foi Agente Carter. Passada alguns anos após o fim de Capitão América: O Primeiro Vingador (2011), a série continua as aventuras de Peggy Carter, uma mulher nos anos 40 que vê o seu papel no mundo pós-guerra mais limitado, numa sociedade patriarcal que não parece estar pronta para lhe dar as responsabilidades que ela merece. Até que Howard Stark é incriminado pela venda de armas a inimigos dos Estados Unidos e Carter tenta provar o contrário ao aliar-se ao mordomo de Stark: Edwin Jarvis.

Ao contrário das restantes séries desta era da Marvel, Agente Carter teve Kevin Feige na Produção. Além disso, Edwin Jarvis chegou a ter uma cameo no filme Vingadores: Ultimato (2019).

Apesar de não ser uma série tão bombástica como as altas produções lançadas na Disney Plus atualmente, é a série perfeita para quem está à procura de novas aventuras no tradicional estilo Marvel.

Agente Carter está disponível na Disney Plus, com 2 temporadas e 18 episódios.

The Umbrella Academy

Hoje em dia já existem várias séries de super-heróis e por isso, torna-se cada vez mais difícil escolher apenas uma para recomendar. Desde as várias séries da DC passadas dentro do Arrowverse, até à recente sátira The Boys. Mas destas todas, diria que The Umbrella Academy poderá ser a que mais irá viciar fãs de WandaVision.

Passado num universo no qual sete crianças foram adotadas por um milionário excêntrico, Umbrella Academy mostra-nos pessoas cuja dificuldade em controlar os seus poderes também está diretamente ligada aos seus traumas de infância. E apesar da sua exploração de temas adultos, Umbrella Academy mantém-se uma série colorida num universo que é obviamente cartoonesco.

The Umbrella Academy ainda não terminou, estando disponível na Netflix e tendo neste momento 2 temporadas num total de 20 episódios.

As Arrepiantes Aventuras de Sabrina

Para quem estiver à procura de mais histórias com bruxas, eis a reinterpretação de uma das bruxas mais icónicas da cultura popular.

Sabrina é uma adolescente com herança humana e de bruxa que tenta conciliar os seus ensinamentos nas artes obscuras da magia, com o seu dia-a-dia de adolescente.

As Arrepiantes Aventuras de Sabrina já chegou ao seu fim e está disponível na Netflix num total de 4 partes e 36 episódios.

Author

Um amante de cinema com ambições de se tornar Cinematógrafo. Natural de Faro, Licenciado em Ciências da Comunicação e está de momento a tirar um Mestrado em Estudos Cinematográficos. Cria conteúdo audiovisual para o Cabo Cinético desde 2017 e foi redator para o Espalha-Factos durante 4 anos. Neste momento também é cocriador do podcast Cassete Estragado e do canal de YouTube Lore da Disney com Álvaro Cunha.

Deixa um Comentário!